Google+ Followers

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

DIVINDADE DAS TREVAS



Existe um mundo muito distante da minha realidade.
Um mundo feliz! Lá ninguém precisa fingir ter sanidade.
É justamente lá, tão distante,
Que consigo descansar minha mente,
Admirando o seu terrível semblante.

Esse seu mundo é mesmo tão bonito!
Quero ficar por aqui desfalecido!
Pra mim, tudo faz sentido nessa sombra,
A sua sombra!
Hoje só eu serei favorecido,
Hoje vou gritar seu nome longe do perigo

Já é hora de as trevas receber,
Vivendo no seu mundo nesse eterno anoitecer.

Acabei de fazer uma oração à consagrada divindade.
Lá no meu mundo ouço falarem da minha insanidade.
É dentro do seu querer que desfruto da minha liberdade.

Eu moro aqui, mas você demora a vir
E assim vem o desespero.
Eu me desespero.
Mas eu espero...
Nesse seu inferno amargo,
O meu único e verdadeiro abrigo.
Divindade das trevas que me faz, dia após dia, evoluir.



Acesse: http://www.dardalivraria.com.br/6249967-E-mail-por-Inteiro


terça-feira, 19 de julho de 2016

Coletânea REESCRITOS POÉTICOS DA CONTEMPORANEIDADE poemas visuais


REESCRITOS POÉTICOS DA CONTEMPORANEIDADE


É uma coletânea de poemas visuais dos autores/organizadores Marcelino Taveira da Silva e Suelio F. de Souza, projeto independente a ser publicado pela Darda Editora. 

Poesia visual é um tipo de poesia em que o texto, as imagens e os símbolos estão distribuídos de forma que o elemento visual pode assumir a principal função organizacional da obra, não dependendo da existência de símbolos de escrita para sua caracterização como poesia, embora não os excluindo.


Regulamento:

1. Poderão participar autores acima de 16 anos;

2. É necessário que as poesias não tenham sido publicadas em mídia impressa;

3. Cada participante poderá enviar 5 (cinco) poesias (poemas visuais). Dessas poesias, os autores selecionados terão publicadas 3 (três), além de um mini currículo (de até 5 linhas);

4. O autor selecionado receberá via e-mail um contrato permitindo a publicação, divulgação e comercialização da sua obra;

5. Os organizadores estabelecem a taxa de R$ 50,00, reservando aos selecionados o direito de 1 (um) exemplar com frete incluso da obra "Reescritos Poéticos da Contemporaneidade". Outros exemplares poderão ser adquiridos pelo autor selecionado por valor promocional e proporcional a quantidade até data estipulada pela editora. Após essa data, os exemplares serão comprados pelo valor de capa na loja virtual da Darda Editora. Sobre os exemplares extras, também será cobrado frete.

6. As inscrições serão feitas mediante envio da ficha de inscrição e dos textos. A ficha está disponível no site da Darda editora podendo ser solicitada também pelos e-mails: sueliofranciscodesouza@gmail.com ou marcelinotaveira.escritor@gmail.com. Os textos, juntamente com a ficha de inscrição, devem ser enviados para o e-mail dos organizadores. 

7. Não serão considerados os textos recebidos após a data limite e fora das especificações acima.

8. Os textos deverão ser enviados em fonte Arial, tamanho 12, justificado, espaçamento simples, com até 30 linhas para cada poesia. No caso de imagens, estas deverão ser em preto e branco e/ou escala de cinza, ocupando cada poema visual o limite máximo da página A5 (Largura: 14 cm e Altura: 21 cm, margens 2,5cm), com resolução de 300 dpi. Textos fora dessas características serão automaticamente desconsiderados.

9. Todos os textos passarão por revisão ortográfica e gramatical, sendo publicados após aprovação dos autores selecionados.


Prazos: 

Para enviar: até 30/10/2016
Divulgação dos selecionados: 25/11/2016
Publicação (previsão): Dezembro de 2016




Coletânea de poesias - AMORES PLATÔNICOS


AMORES PLATÔNICOS


É uma coletânea (projeto independente) de poesias dos autores/organizadores Marcelino Taveira da Silva e Natalia Quintela, sendo publicada pela Darda Editora.

Quem nunca teve um amor platônico? O amor platônico é conhecido como um amor impossível ou um amor não correspondido, um amor à distância, que não se aproxima, não toca, não envolve, é feito de fantasias e de idealização, onde o objeto do amor é o ser perfeito, detentor de todas as boas qualidades e sem defeitos. Enquanto os amantes sofrem com seus amores platônicos, os poetas versam suas dores e sentimentos através de singelas palavras. A coletânea Amores Platônicos acredita que todo amor tem um pouco de platônico, pois buscamos no ser amado a idealização do amor perfeito.


 
Regulamento:

1. As poesias deveram estar dentro do tema proposto (amores/paixões platônicas);

2. Poderão participar autores acima de 16 anos;

3. É necessário que as poesias não tenham sido publicadas em mídia impressa;

4. Cada participante poderá enviar 5 (cinco) poesias. Dessas poesias, os autores selecionados terão publicadas 3 (três), além de um mini currículo (de até 5 linhas);

5. O autor selecionado receberá via e-mail um contrato permitindo a publicação, divulgação e comercialização da sua obra;

6. Os organizadores estabelecem a taxa de R$ 50,00, reservando aos selecionados o direito de 1 (um) exemplar com frete incluso da obra "Amores Platônicos". Outros exemplares poderão ser adquiridos pelo autor selecionado por valor promocional e proporcional a quantidade até data estipulada pela editora. Após essa data, os exemplares serão comprados pelo valor de capa na loja virtual da Darda Editora. Sobre os exemplares extras, também será cobrado frete.

7. As inscrições serão feitas mediante envio da ficha de inscrição e dos textos. A ficha está disponível no site da Darda editora podendo ser solicitada também pelos e-mails: natalia.quintela@yahoo.com ou mtaveira.escritor@gmail.com. Os textos, juntamente com a ficha de inscrição, devem ser enviados para o e-mail dos organizadores.

8. Não serão considerados os textos recebidos após a data limite e fora das especificações acima.

9. Os textos deverão ser enviados em fonte Arial, tamanho 12, justificado, espaçamento simples, com até 30 linhas para cada poesia. Textos fora dessas características serão automaticamente desconsiderados.

10. Todos os textos passarão por revisão ortográfica e gramatical, sendo publicados após aprovação dos autores selecionados.


Prazos:

Para enviar: até 30/10/2016
Divulgação dos selecionados: 25/11/2016
Publicação (previsão): Dezembro de 2016

domingo, 3 de julho de 2016

APÓS O ALMOÇO

As flores que vejo
Lembram o dourado dos teus cabelos 
Ainda não tenho 
O amor dos meus sonhos 
A esmeralda dos teus olhos reflete
O brilho que meu coração 
Insiste em ver... 

Após o almoço 
Fiquei desnutrido. 
Ainda tenho vontade de dormir 
Talvez eu queira fugir 
Ou fingir que fui bem educado. 

Mesmo assim, 
Teu coração não me pertence 
Pois o convento me abriga 
Da chuva que cai à tarde... 
E que o Amor me guarde!